21 de março de 2011

Dos dias, solidão



(Toulouse Lautrec)


Do abandono, choro poesia

À solidão ofereço versos tristes

Pro meu pesar, sentimentos avessos

No meu silêncio me aprisiono em mim

E em angústias me despedaço

Me vulnerando ao desconsolo...


Lai Paiva

3 comentários:

  1. Dentro de mim sou problema dos outros.
    Dentro dos outros sou problema meu.

    ResponderExcluir
  2. Muito bom, Lai! E como adoro Toulouse!

    ResponderExcluir