16 de janeiro de 2012

Tão em tão pouco




Tua no sempre que é nosso
Nosso é o instante de amar
Amar, que sentimos assim
Assim é que quero estar
Estar nos teus dias inteiros
Inteiros pro nosso viver
Viver, que somos só nossos
Nossos de querer e estar
Estar cada vez mais aqui
Aqui no meu riso mais teu
Aí no teu verso mais meu
Na certeza de ser já tão tua
Tua desse meu jeito meu
De ser tanto em tão pouco...

Lai Paiva



Um comentário:

  1. A liturgia do amor, de Lai Paiva, prossegue. ;)

    Beijo, querida!

    ResponderExcluir