4 de janeiro de 2012

De nós dois



De sabor bem suposto
De querer tão raro
De pensar tão sempre
De sonhar urgente
De desejo puro
De prazer intocável
De sentir inexplicável
De gostar sempre mais
De esperar com cautela
De permear com paixão
De escrever tantos versos
De nutrir mais carinho
De fazer diferente
De refazer todo dia
De reafirmar o já dito
De beijar em distância
De abraçar a intenção
De viver sem ter vivido
De mim para ele
De nós dois para nós
De um acaso feliz
De um feliz encontro
De reencontro marcado
De ansiedade tão boa
De tudo um pouco
De tanto sempre mais
De mãos dadas iremos
De dentro de um
De dentro do outro
De lábios unidos
De um tempo infindável
De um momento nosso
De sermos só um...

Lai Paiva




Um comentário:

  1. olá. escreves muito bem. isto é alma de apaixonada. acertei? beijos

    ResponderExcluir